quarta-feira, 28 de março de 2012

Anime



No momento estou assistindo um anime que a Megumi recomendou. Chama “Mirai Nikki”, e como o nome diz, fala sobre um diário do futuro. Achei a história bastante viajada, mas como a Megumi, a Sayaka e até a Moeko, que não gosta de anime, amaram a série, vou continuar vendo para ver se melhora. Sou suspeita a não gostar de cara, já que se trata de uma história de terror, que eu detesto.

Outro título que estou vendo e amando é “Dragon Ball Kai”, que pra quem não sabe é o remake de “Dragon Ball Z”, só que sem os fillers [aquelas cenas de encheção de linguiça que nem estão no manga]. Acho que não preciso falar nada sobre essa série por motivos óbvios.


Estou tentando voltar a ver “Naruto Shippuden”. Parei de ver na época do vestibular e ixiii, faz tempo! Agora que baixei um app pro iPod que me permite assistir anime com legenda e sem precisar baixar, tenho a esperança de conseguir voltar a acompanhar a série, como fiz por tantos anos.
Fora isso, só tenho visto J-drama. Muitos e muitos e muitos. E estudado Bioestátistica, o que farei agora!

quinta-feira, 22 de março de 2012

Leitura de hoje!

Como prometido, cumpri minha hora de leitura do dia. Estou lendo o livro 'Anjos das Sombras', de Karleen Koen. A história se passa na Inglaterra no ano de 1670.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Quarta, quartinha


Prometi que ia dormir cedo ontem. E ele também. Mas estávamos carentes e acabamos conversando por quase 2h no telefone. Fui dormir, por fim, exausta. Pra variar, o despertador não tocou hoje de manhã [esqueci que tinha desativado nas quartas] e acordei super atrasada. Corri pela rua para chegar em menos de 20 minutos na aula de Japonês e consegui atrasar só 6 minutinhos.

Eu adoro minha aula de Japonês, minha professora, e tudo mais. Hoje aprendemos uma coisa fácil, mas no final da aula precisei formar uma frase usando verbos intransitivos e super não sabia. Fiquei morrendo de vergonha por não ter estudado NADA de Japonês nas férias e por ter esquecido tudo. Precisei falar que a janela estava fechada e só me veio "aberta" na cabeça. Ela me pediu pra falar que a luz estava acesa e eu falei "apagada". Com a cara vermelha, ouvi que deveria estudar mais

Então pensei: por que não tive tempo de estudar? Resposta: C-O-M-P-U-T-A-D-O-R. Merda. Ele não me deixa fazer mais nada. Mas se desligo, logo me mandam mensagem dizendo "já enviei o trabalho, olha o seu e-mail" e acabo ligando de novo. Ou então fico na dúvida sobre um conceito ou preciso de referências sobre algum assunto. Começo pelo Scielo e acabo no Weheartit.

Antes eu lia mais, estudava mais, assistia televisão. Quando foi a última vez que eu liguei a TV? Acho que foi há duas semanas, quando meu pai me chamou pra ver um programa sobre obesidade no Discovery. Não sei o nome da novela das 9 [nem das 7, nem das 6]. Não sei se ainda passa Dragon Ball na TV Globinho. Não sei nem se ainda passa Chaves no SBT. Me assustei outro dia, quando entrei na sala da casa de alguém, olhei pra TV e o Faustão estava magro!

Comecei a ouvir músicas melhores, assistir programas melhores, novelas melhores. Japão, França, Coréia, Inglaterra, EUA. Assisto programas do mundo inteiro pelo computador. Leio sobre tudo, coisas úteis e inúteis. Mas eu sinto falta dos livros. Antes eu lia um por semana, agora um por ano, praticamente. Pensei em reservar uma hora do dia para desligar o computador e ler. Nada de trabalhos, nada de amigos, nada de fotos, nada de Drama asiático, nada de nada. Apenas eu, [aquela musiquinha de fundo], e o livro.

Acho que vou me sentir melhor assim! Hoje, por exemplo, cheguei da aula de Japonês e liguei o bendito. Assisti um episódio de "Otousan" [drama japonês], um de "My Lovely Sam-Soon" [drama coreano], e um de "Skins" [seriado inglês]. Conversei com meu namorado no facebook, fiz relatório de Técnica Dietética e mandei e-mail pro grupo de Epidemiologia. Almocei jogando The Sims e tomei café escrevendo esse post. Assim somaram-se 7 horas no computador. SETE. E são apenas 16h30. Presumindo-se que eu durma às 11h00, serão praticamente 14 horas direto olhando pra telinha. E hoje não é uma exceção. Isso é normal pro meu dia-a-dia.

Então esta decidido! A partir de hoje não serão 14 e sim 13 horas brincando com o PC! GAMBARÔ---!

domingo, 18 de março de 2012

Boa tarde, domingo!


Acontece que eu tenho que ler um artigo superchato sobre a história do SUS. Eu abro a janela do artigo, leio a primeira linha e desisto. Já li a primeira linha umas 10 vezes. "O Brasil é um país de dimensões continentais com amplas desigualdades regionais e sociais. Neste trabalho, examinamos o desenvolvimento histórico e os componentes do sistema de saúde brasileiro, com foco no processo de reforma dos últimos quarenta anos, incluindo a criação do Sistema Único de Saúde". Dá pra ver que é chato, não dá?

Então. Como eu TENHO que ler o artigo, me deu vontade de aprender a tocar violão. Conversei com meu amigo guitarrista que me deu algumas dicas. Falou pra eu não me preocupar, porque no começo ninguém consegue produzir coisa nenhuma e pra eu começar com "Good Riddance" do Green Day. Depois me deu vontade de começar a ver um Anime que minha nova amiga japonesa me indicou: "Mirai Nikki". Assisti o primeiro episódio e não me empolguei tanto não, mas vou continuar vendo pra ver se melhora. Por fim, me deu vontade de postar no blog e aqui estou, inventando mil desculpas pra não ter que ler o artigo chato.

domingo, 11 de março de 2012

A primeira semana



5 de março. Miojo, ônibus, aula, transito, casa. Agora com 32GB de música como trilha sonora. Começaram as aulas. 5º período, velha mesmo. Enquanto isso o Neném se formou no ensino médio. Teve festa. Vestido, maquiagem e um dia INTEIRO no shopping. Sozinha, com pausa pra um café (a cada 2 horas).


Durante a semana: estudos. Final de semana: aparatei pro Rio de Janeiro. Vi o Cristo, lá em cima, lindo e iluminado. Dancei, comi e bebi. Dormi pouco, me diverti muito. 1, 2, 3 dias e chegou a hora de voltar. Aeroporto, casa, chuva e recuperar o sono perdido que amanhã começa a segunda semana.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Andei pensando...


Por que mate tem um cheiro tão bom?
Por que eu continuo assim se quero ser diferente?
Por que passagem de avião é tão caro?
Por que eu gosto tanto de sorvete de abóbora com coco?
Se eu tivesse nascido gostando de estrogonofe, minha vida teria sido melhor? Eu seria mais feliz agora?
Fato é que o cheiro do mate é bom. Quentinho e gostosinho, descendo pelo esôfago e curando meu resfriado.  

domingo, 4 de março de 2012

Lira dos Vinte Anos


Então eu fiz vinte anos no dia certo. Ou cinco, se seu senso de humor for um pouco além do aceitável. 29 de fevereiro e aquela coisa toda. Vinte anos. 4 mãos cheias [ou 2 mãos e 2 pés, se preferir]. Me formei no ensino médio, passei no vestibular, entrei pra faculdade, fiz amigos, tirei carteira de motorista, arrumei um namorado, viajei mais do que esperava, tudo isso sem perder as velhas amizades. Ou seja, eu fiz tudo que tinha pra fazer e agora eu tenho vinte anos. Sou oficialmente adulta. OMG! 

Apesar de ter completado vinte primaveras, esse foi meu 5º aniversário, o que me remete aos tempos em que eu tinha cinco anos. Eu sempre quis ter cinco anos. Era uma mão INTEIRA cheia. Era muito legal ter cinco anos. Tão legal que decidi que queria ter essa idade pra sempre [e Peter Pan não era meu livro preferido a toa]. Mas aí fiz seis, sete, oito, nove, dez, onze, doze, treze, quatorze, quinze, dezesseis e decidi que queria ter dezoito. Idade linda e perfeita. Dezessete, e pronto. Realizei meu sonho 2. Fiz dezoito anos, saí de noite, tirei carteira, faculdade e ZAZ! Depressão eterna de dezenove anos. Agora vinte.

Sou velha, papa anjo, preguiçosa, inútil, gorda, só sei ver filmes e minha mãe ainda me manda passar o fio dental depois do almoço. Achei que responsabilidade vinha com a idade, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Já que a responsa não veio automaticamente, vou ter que procurar por ela sozinha. Me dedicar mais aos estudos, procurar um emprego, ter coragem de usar o telefone [sim, eu tenho medo desse meio de comunicação que fica me acordando cedo nas férias e me perturbando o dia todo], enfim, ser um adulto de fato.

Agora deixa eu falar da parte boa: presentes, lóoogico! Ganhei vários, mas o melhor de todos foi a presença dos meus amigos. Os melhores amigos do mundo! E quando eu digo mundo, não quero dizer o meu mundo, e sim do mundo todo, literalmente. Além daqueles amigos lindos que estão sempre comigo, ganhei de presente a visita do meu Neném lindo, que fez surpresa e chegou 13 dias antes do que eu esperava, e da Moeko, minha amiga japonesa. Além da Moeko, vieram do Japão mais duas amigas dela, que já viraram minhas amigas também. Com os amigos de perto, os amigos de longe e os amigos do outro lado do mundo, não poderia ter passado um aniversário mais feliz.



Mas meu aniversário acabou, e agora só volta daqui a 4 anos. O Neném voltou pro Rio de Janeiro, e em 4 dias as japas voltam pro Japão. Fica a amizade, o amor, e as memórias desse dia em que eu não fiz cinco anos de novo, mas que foi tão feliz quanto aquele, 15 anos atrás. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...