segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Nadando com gaivotas



Tudo começou com uma mensagem de texto. Não! Uma ligação! Ele me ligou e... É, foi assim. Então eu fui pra praia. 9 horas no carro, Gabi, Alice e um montão de travesseiros. Chegamos na cidade e descobrimos que ele nos mandou pro apartamento errado. Legal. 32 ligações depois, achamos o apartamento certo, deixamos nossas coisas e fomos ver o mar. Lindo, lindo, lindo!

Com fome e sede fomos comprar água e comida no supermercado. Miojo, duas garrafas de água e 4 garrafinhas de ice. Eu e Gabi sozinhas no apartamento. Jantamos, bebemos e na hora de dormir empurramos a mesa pra escorar a porta. De manhã praia, muito Sol e empadinhas. O Bê chegou na rodoviária e eu fui andando até ele. Vi um vulto suado carregando mais prancha que mala e corri. Apartamento e depois mais praia.

De noite chegou a tropa. Comida, toalha e carro. Muita gente pra pouco apartamento. Jantamos na beira da praia, tiramos fotos, jogamos baralho a madrugada toda.

Calor lembra sorvete que não lembra diabetes. Mas diabetes lembra sorvete, então o Bê rodou a cidade comigo procurando picolé diet. Encontramos. R$ 5,00. Fiquei pobre, mas fiquei feliz. Rafa loves icecream.

Pediram para que nós acordássemos cedo. 5h20 o relógio despertou e 5h50 estávamos na praia. As nuvens não nos deixaram ver o nascer do Sol, jogamos frescobol e corremos pela praia vazia atrás das gaivotas.

Ficamos amigos das gaivotas. De tarde a água estava quente e sem ondas. “Olha, Bê! A gaivota mergulhou! Ali tem outra!”

No apartamento jogamos videogame e comemos pipoca. Até J-drama o Bê viu comigo. E quando cansamos de jogar Sudoku e estávamos pretos [alguns vermelhos], peguei um ônibus e fui pro Rio com o Bê.

O Rio... As montanhas, o calor, mais praia, a Starbucks. O Bê, a família do Bê, o piano do Bê, o quarto do Bê, o cachorro do Bê, o futebol do Bê. Vimos as 2 temporadas de ‘The Walking Dead’ inteiras em um dia, viramos a noite e eu fui embora. Táxi, avião, carro, casa.

Cheguei. E to com saudade. Muita saudade. Morrendo de saudade. Bu.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

In Rio


Eu de férias. Computador, shopping com amiga, livros e chuva. Meu avô me liga: "vamos pra praia amanha"? Pra essa pergunta só há uma resposta - sim. Arrumei as malas e fui.

Fui pra ficar 9 dias e já estou fora de casa há 16. A praia, o Sol, as primas, o namorado, a prima do namorado, o cão, os gatos e os coelhos.

Chove no Rio, mas tudo bem. Fazer nada com ele é melhor que fazer tudo sozinha.

Quando voltar pra casa levo a saudade na mala. Junto com um monte de roupas sujas.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Tell Me What I'm On



Ela corta o próprio cabelo enquanto escuta New York Dolls. Pinta as unhas de rosa choque e toma um café. Ela não espera muito da vida, apenas o que ela pode ter. Algumas pessoas chamam isso de se contentar com pouco, mas para ela ser feliz é viver bem com o que se tem. Então ela pinta as unhas e toma café. E lê um livro, feliz.


segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Conto de fadas


Eis que ele veio, passou dias mágicos comigo, ano novo, piquenique e chá. Cinema, shopping, risos e gargalhadas. Viagem de carro, passeios e cafés. O relógio bateu meia noite e ele foi. Voltou pra tão-tão-distante. 

A casa vazia, o pijama velho, o violão no sofá. Vesti a camisa que ele esqueceu aqui e senti o cheirinho dele. Cheirinho de amor.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...