quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Preguiça gera preguiça


É incrível como eu tenho estado atoa nesses dias de greve. Criei até uma rotina de "atoísses". Acordar tarde, tomar café da manhã, banho, arrumar a casa ouvindo música, almoçar, dar voltinha de carro, fazer nada até de noite, malhar, ficar duas horas no telefone com o neném e dormir. O problema é: se nos primeiros dias de férias eu estava indo dormir 00h, agora estou indo às 22h e se antes eu acordava às 9h, agora não consigo levantar antes das 11h30! Meu sono de manhã é tão intenso que minha mãe já desistiu de me acordar. E quanto menos coisas importantes eu faço durante o dia, mais cansada eu fico e com mais sono.

A cada dia eu tento arrumar algo de útil para ocupar o tempo. Baixei artigos para ler, comprei livros. Um dia lavo a cozinha, no outro arrumo meu armário. Dou voltinhas no bairro, vou ao supermercado só pra comprar um croissant. Resolvi todas as pendências acumuladas há tempos. Consertei aquele óculos velho que estava socado no armário, comprei baterias novas pro meu glicosímetro e procurei, sem sucesso, uma capinha da Rilakkuma pro meu iPod (se alguém souber onde vende, por favor me diga)!

Nessa brincadeira de ocupar meu tempo com saidinhas forever alone, meu dinheiro evaporou e agora nem almoçar eu posso. É triste essa vida de greve! Tudo que eu queria era ir pra faculdade estudar! Depois de tanto tempo mofando em casa, não vou nem reclamar da overdose de conversas sobre esmalte e sapatos, nem dos gritinhos histéricos e agudos da minha turma de 100% mulheres. OMG! Como eu quero ter aulas! 

domingo, 19 de agosto de 2012

1 dia sem J-drama!


Me considero uma pessoa vitoriosa. Consegui ficar um dia INTEIRO sem ver nem um episódio sequer de drama japonês. Ao invés disso fiquei lendo e ouvindo música o dia inteiro, enquanto tomava MUITO chá. Lógico que isso não teve absolutamente nada a ver com o pânico que eu tenho de assistir ao último episódio das séries. Mesmo porque, só estou agarrada em 4 séries, faltando apenas o último episódio pra assistir. Eu poderia ter baixado uma nova, mas não fiz. Há! Parabéns pra mim!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Bom dia, sexta-feira!


Acordei de um sonho muito bizarro. Ainda era hora de continuar dormindo, mas minha mente agitada, tentando achar algum sentido no meio de tanta doideira, não me permitiu. Acabei sucumbindo e fazendo aquilo que eu tenho mais feito nesses dias de greve, jogar The Sims Freeplay no iPod. Fala sério: não há nada melhor pra se fazer às 5h30 da manhã do que algo inútil e divertido.

Como eu já estava acordada mesmo, fui com o Neném pro curso (via celular, é claro). O difícil, na verdade, foi sair debaixo das 3 cobertas, tão quentinhas. Mentalizei uma xícara de chá de baunilha, me enfiei em um moletom velho e fui correndo pra cozinha. Quando voltei pro meu quarto, minha mãe havia se aproveitado da minha ausência e tirado a roupa-de-cama e, sabe-se lá por que raios, meu colchão estava em pé, encostado na parede. Okay. No more sleep for Rafa today...

Hoje é dia 17. É incrível como comemorar meses de namoro perde a graça depois que se comemora um ano inteiro. Whatever, feliz um ano e um mês pra mim e pro Neném! :)


domingo, 12 de agosto de 2012

E depois veio a greve...


As férias de julho não são muito extensas: apenas um mês. Esse ano elas foram prolongadas, o que não pode ser considerado bom, já que serão "pagas" com as férias de verão. Apesar de estar de férias dobradas, eu não fiquei a toa um segundo, o que não me deixou com tempo e disposição para postar no blog. Enfim, agora estou desfrutando meu tempo de fazer nada!

Uma semana de passeios:


Depois que voltei do Rio, meu namorado e minha sogra vieram para minha casa. Foi uma semana muito divertida, porém cansamos demais! Com tanta coisa pra fazer e tantos lugares para levar minha sogra, quase não parei em casa e quase não dormi! Minha mãe nos fazia acordar cedinho todos os dias para irmos ao parque, clube ou cidades próximas, como Inhotim e Tiradentes.


Eu nunca tinha ido a Tiradentes. Saímos de BH bem cedo, às 6h da manhã, e em aproximadamente 3h chegamos em São João del-Rei. Gostei muitíssimo da cidade. Ela é bem maior que Tiradentes e também tem prédios históricos e bonitos. Deixamos o carro em um estacionamento perto da estação e pegamos o trem pra Tiradentes. A viagem de trem foi muito legal. Só achei que o trem anda muito devagar! Não sei como o pessoal de antigamente conseguia ter paciência para gastar tanto tempo viajando. Para ter uma noção, um cavalo ou uma bicicleta conseguem ser mais rápidos! O dia estava lindo e a viagem foi super agradável. No fim do dia estávamos mortos, já que andamos ladeira a cima e ladeira abaixo sem parar! A parte mais legal da viagem foi ver minha mãe e minha sogra fazendo compras juntas, algo que eu e o Neném nunca havíamos imaginado.


Na volta para BH, devido a um acidente na estrada, tivemos que ficar parados em um posto por aproximadamente 1h30. Aproveitamos para jantar e esticar a perna, e depois que o trânsito voltou a fluir, voltamos para a estrada. Mais uma vez chegamos tarde em casa, todos querendo ver apenas a cama na frente.

Depois que o Neném e a mãe dele foram embora, a casa ficou vazia e triste. Para evitar o sentimento de vazio eterno, passei minha última semana de férias legítimas indo ao clube todos os dias e lendo um livro ótimo: "Dupla Falta".

Voltando à Auto-Escola:


Tirei carteira de motorista em Dezembro/2010, e após 1 ano e meio de praticamente não tocar no volante, decidi que não ia mais conseguir dirigir sozinha. Sempre que eu resolvia dar uma voltinha de carro, alguma coisa muito ridícula acontecia, tipo um maluco entrar na contra-mão em uma rua de mão única e bem na minha frente. Para tirar meu trauma e praticar a direção, voltei à auto-escola. Foi uma semana bem divertida. O instrutor me levou para dirigir em lugares que eu nunca tinha dirigido antes. Nos primeiros dias eu fiquei muito tensa, tremia ao encarar um trânsito pesado. Na terceira aula eu já peguei o jeito, consegui relaxar. Agora sim estou pronta para dar voltinhas e fazer valer minha tão querida carteira de habilitação.

Maratona de filmes, J-drama e chá:


Não vou mentir. O que ocupou mais meu tempo nessa greve foi o J-drama. Assisti nada mais, nada menos que 4 séries completas: "Byakuyakou", "Yamato Nadeshiko", "Keizoku 2: SPEC" e "Odoru Daisousasen". Além disso, assisti alguns episódios de Dragon Ball Kai, e, para relembrar a infância, Rugrats! A maratona de filmes começou com "Hana & Alice", um ótimo filme japonês. Depois minha amiga dormiu aqui em casa e vimos mais 3 filmes japoneses: "Hotaru no Haka", "5 cm per cecond" e "Tenshi no Koi".  Por fim, assisti "Dare mo Shiranai" e "Seaside Motel". É... pelo visto foram todos japoneses! O chá não tomei sozinha. Três amigas minhas da faculdade vieram aqui em casa e tomamos chá com biscoitos [e mais um milhão de comidinhas].

Depois de tantas atividades, acabei esquecendo de lembrar que a casa está vazia de Neném, e fiquei menos triste. Apesar da tristeza ter diminuído, a saudade só aumentou e agora não vejo a hora de pegar um avião e ir correndo pro Rio.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...