sábado, 15 de outubro de 2011

Debaixo das cobertas


Sexta-feira, 14/10/11. Cheguei em casa sexta cansadinha. Rodei a cidade nessa chuva que junto com o calor deixam meu cabelo uma esponja e minha pele quase uma oficina mecânica de tanto óleo. Talvez isso nem seja perceptível, mas eu fico imensamente incomodada. Tomei um banho [o segundo do dia] e estudei um pouco. 

O único esporte que estou praticando regularmente agora [tirando a caminhada diária, casa - faculdade, faculdade - casa] é Pilates. De vez em quando faço uma esteira ou nado um pouco no clube, de maneira que estou tentando manter o ritmo de exercícios ao menos 2 vezes na semana. Saí do Kick Boxing porque, ao contrário do que eu imaginava, não é tão parecido assim com Taekwondo e o cheiro de homem suado me desanimou. Então ontem fui lá pro Pilates e voltei com todos os músculos duros e doloridos. "O resultado compensará". Repito isso para mim mesma enquanto massageio meu abdômen enrijecido.

Tomei outro banho, assisti a uns 2 ou 3 episódios de Dragon Ball e fui dormir. A ausência de colchão na minha cama me obriga a dormir no quarto de TV, o que não é de tudo ruim, já que posso assistir TV até tarde. Estava passando um filme antigo, "Piquenique na Montanha Misteriosa". Quanto mais eu assitia, mais intrigada ficava. Talvez por se tratar de uma história real, talvez por conter vários mistérios perturbadores que ficaram soltos. Tentei não pensar muito no filme depois, para não perder o sono. Deu certo. Só fui lembrar dele agora. 

Sábado, 15/10/11. Acordei tarde. Olhei para o celular e vi a data. 15 de outubro. Há um ano atrás eu estava em uma fila, correndo atrás do meu sonho. Tanta coisa aconteceu nesse meio tempo. Enquanto me lembrava daquele dia, passei um café e fiquei o resto do dia debaixo das cobertas curtindo a chuva. Almocei um sanduíche e tomei um chá de bergamota. Meu celular não parou de apitar. Mensagens, mensagens, mensagens. Li um livro, tomei outra xícara de chá, abri a janela e depois fechei de novo. Arrumei a cama, tomei um banho e liguei o som. Dancei com o David Bowie. Comi pão-de-queijo e bebi mais chá. Troquei meia dúzia de palavras com o Bê na webcam e voltei pras cobertas. E aqui permanecerei até que obriguem a sair!

2 comentários:

  1. Odeiooo tempo umido por causa do cabelo. hahaha
    E o meu é perceptível sim, o Gabriel pra completar fica me zuando. ¬¬

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha! O Bê tb me zoa quando ele me vê assim! Que bom que ele tá longe nessas horas! xD

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...