domingo, 20 de março de 2011

Time may change me, but I can't trace time...

Não sou do tipo de pessoa que gosta de inovar. Vivo no comodismo. Acontece que ultimamente têm acontecido várias mudanças tanto ao meu redor, quanto no meu interior. Mudei a forma de pensar sobre várias coisas, mas sem mudar minha forma de agir. O que antes achava errado ou simplesmente não entendia, agora não parece tão complicado ou proibido. Mesmo com tantas mudanças, continuo igual. Sinto como se nada tivesse mudado. O pensamento mudou, o sentimento mudou, mas eu não mudei.

Eu costumava ter muito medo de mudanças. Meu maior trauma foi mudar de escola quando era pequena. Ao final do 3º ano, fiquei morrendo de medo! Sabia que minha vida mudaria completamente! Mas a mudança foi tão para melhor que o medo passou. Pensei que nunca mais veria meus amigos, com quem antes me encontrava todos os dias. Pensei que não faria amigos na faculdade [principalmente por só ter meninas na minha sala]. Fiz amigas e passei [por incrível que pareça] a ter mais contato com meus amigos do colégio do que tinha antes! Passei a freqüentar a casa deles e a sair com eles nos finais de semana. Conheci a família deles, os namorados e namoradas, e eles conheceram a minha família também. Passei a conversar com eles assuntos que nunca esperava conversar com ninguém!

Aprendi a não ter medo de mudanças. Elas podem ser positivas! Ontem aconteceu mais uma mudança boa: mudei de faixa no Taekwondo! :D Agora sou faixa azul!

Para celebrar, então, as mudanças atuais, deixo vocês com ‘Changes’, do David Bowie!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...